07/02/2017 Elevador sem casa de máquina - Investimentos em tecnologia

Elevador sem casa de máquina - Investimentos em tecnologia

O Vivace Residence Club investe em tecnologia para oferecer conforto e segurança. O sobe e desce de moradores, por exemplo, será feito por elevadores com sistemas eletrônicos de controle e comando, que não precisam de casa de máquinas. A inovação proporciona viagens mais rápidas e silenciosas - sem trancos nas partidas, reduções e paradas.


Em cada uma das cinco torres serão instalados dois equipamentos. “Com velocidade de 2,5 metros por segundo, o elevador percorrerá quase um andar por segundo. O Vivace foi um dos primeiros empreendimentos da cidade a investir neste modelo”, diz o engenheiro civil, responsável, acrescentando que o equipamento tem capacidade para 14 pessoas - ou 1.150 quilos – e atende todas as normas de segurança.


Outra vantagem do elevador escolhido pela Graúna Construções é a economia de espaço dada a ausência da casa de máquinas. No lugar desses equipamentos, que ocupam o alto da edificação e dificultam os serviços de manutenção, entrarão os painéis microprocessados. Deles saem todas as ordens que controlam abertura e fechamento de portas, velocidade, frenagem, nivelamento e paradas. Os painéis comandam também a sinalização da cabine e andares.


No quesito segurança, vale destacar que ao atingir 80% de sua carga o elevador não aceita mais chamadas até que sejam reduzidos os ocupantes. Caso o peso exceda o limite de passageiros o elevador não funciona enquanto o peso não for reduzido.